O que fazer em Nova Veneza, a Itália catarinense

0
53

Quer conhecer um pouco da cultura italiana sem sair do Brasil? Então faça uma visita a cidade de Nova Veneza, uma cidadezinha encantadora, que fica na região sul de Santa Catarina e é considerada a Itália catarinense. Nós estivemos lá durante o 1° Encontro Rota Sul, encontro de blogueiros de viagem e ficamos um dia inteiro imersos na cultura, costumes e tradições dessa cidade, que em muito lembra sua coirmã italiana, a cidade de Veneza! Já tinha ouvido falar muito da cidade, mas ir até lá foi uma surpresa atrás da outra, que vou contar para vocês agora!

Vista panorâmica da Praça Humberto Bortoluzzi.

Antes, um pouco de história

Fundada em 1891 por 400 famílias vindas da Itália, da região do Vêneto, aproximadamente 90% dos habitantes de Nova Veneza são descendentes desses imigrantes. Com quase 14 mil habitantes, a cidade é o reflexo de seus moradores, que mostram o quanto gostam de sua terra, pela forma orgulhosa como preservam suas raízes. Tudo isso se vê no casario, praças e monumentos, muito bem conservados e com forte influência da arquitetura europeia e no idioma, já que muitos ainda falam o dialeto vêneto. Como eles mesmos gostam de dizer: “Com mais de um século de fundação, Nova Veneza é uma cidade que zela por sua cultura e valoriza seu passado. Aqui todos são sempre bem vindos”. Nós visitantes agradecemos a acolhida! 🙂

Construções históricas dão charme às ruas de Nova Veneza. 

Comece sua visita pelo Pórtico!

Para chegar até ele vá pelo acesso da Rod. SC 447 (Rodovia José Spillere). Construído em pedra basalto, ou pedra ferro, que é abundante na região em decorrência da formação geológica da Serra Geral. Na construção foi utilizada a técnica “taipa de pedra”, a mesma utilizada na construção das casas dos primeiros imigrantes, em meados do século 19. Os quatro arcos romanos, sustentados por cinco colunas, fazem referência à arquitetura italiana, lembrando o monumento presente na Praça de São Marcos, em Veneza, na Itália. Assim como no original, os arcos de Nova Veneza também sustentam o Leão em bronze, símbolo da Sereníssima República de Veneza.

Um caldeirão de ferro simboliza o trabalho e a dedicação dos colonizadores, lembrando a comida que repunha as energias após o trabalho diário na lavoura, principalmente a polenta! Bandeiras fazem referência ao pacto de amizade entre Nova Veneza e o Vêneto, região italiana de onde vieram os fundadores da cidade. Ao lado do Pórtico fica o monumento em homenagem aos imigrantes, construído para as festividades do centenário da cidade. E um enorme Arlequim dá as boas vindas a quem chega, em uma referência ao Carnevale di Venezia 🙂

Monumento em homenagem aos imigrantes

Igreja Matriz de São Marcos

Depois de fazer muitas fotos no Pórtico, siga em frente até a Paróquia de São Marcos, Igreja Matriz da cidade. A primeira capela de Nova Veneza foi construída em 1893, na subida do morro do hospital e era toda de madeira. Ela serviu como local provisório para missas, até que em 1895 uma maior em alvenaria começou a ser erguida e hoje abriga o Museu do Imigrante. Alguns anos se passaram e em 1916 a atual Igreja foi inaugurada. Seu interior é rico em obras de arte, como as pinturas que embelezam o altar, teto e paredes, assim como esculturas sacras.

Nova Veneza Igreja de São Marcos

Uma escultura em bronze, do Leão de São Marcos, doada pelo governo Vêneto, na década de 20, foi colocado sobre a porta principal. O campanário tem 4 sinos e dependendo da mensagem, suas batidas são diferentes! A Igreja oferece um serviço de som que há 60 anos informa a comunidade sobre os mais diversos assuntos, é a Voz do Leão de São Marcos. O relógio da torre foi trazido de Turim, na Itália, em 1922.

Nova Veneza Igreja de São Marcos

Museu do Imigrante

Nos jardins da Igreja Matriz vocês encontram o Museu do Imigrante, Cônego Miguel Giacca. Inaugurado em 1991 durante as comemorações do centenário da cidade, é considerado o prédio mais antigo de Nova Veneza e já teve vários usos. Já foi a primeira Igreja da cidade, casa paroquial, prefeitura e jardim de infância. Agora como museu, tem a missão de preservar a história dos colonizadores, através de documentos, mobiliários, vestuário e objetos diversos, que fazem parte do acervo. É um prédio colonial muito fofo! Funcionamento: terça a sexta, das 08h às 12h. E das 13h às 17h. Sábado, domingos e feriados, das 09h às 12h. E das 13h30 às 16h.

Nova Veneza Museu do Imigrante
Na soleira da porta, a Ester do Blog Mapa na Mão, fazendo pose para a minha foto!! 😉

Nova Veneza Museu do Imigrante

Santuário de Nossa Senhora do Caravaggio

Um estandarte com a imagem de Nossa Senhora do Caravaggio, trazido pelas famílias que se instalaram no local onde hoje fica o santuário, deu início a uma grande devoção a Nossa Senhora. Ali eles construíram um oratório, onde se reuniam para rezar o terço e em 1896, construíram a primeira Capela, em madeira. Como o movimento de peregrinos só aumentava, em 1914 o Bispo de Florianópolis deu autorização para que uma capela maior e de alvenaria fosse construída.

Anos mais tarde, em maio de 1963, era lançada a pedra fundamental para a construção do Santuário Diocesano de Nossa Senhora do Caravaggio. O Santuário, em forma de cruz, tem 40 metros de comprimento e aproximadamente 800 m2. E finalmente, em outubro de 1967, era inaugurado o Santuário, que este ano comemorou com muita festa os seus 50 anos. No interior do santuário a gruta é um local de devoção e oração. Água corrente, pura e abençoada, vinda de uma fonte natural está disponível aos fiéis.

Praça Humberto Bortoluzzi

Cidades do interior sempre têm uma praça, já notaram isso? E geralmente é o point da comunidade! Em Nova Veneza isso não é diferente. E por lá a Praça Humberto Bortoluzzi é o ponto de encontro. Com árvores frondosas, restaurantes que fazem parte da Rota Gastronômica, jardim com roda d´água, coreto, mesinhas para o jogo de truco e, a cereja do bolo, uma gôndola! Isso mesmo caríssimos leitores. Nova Veneza possui uma gôndola original, um presente de Veneza, sua coirmã. Vocês sabiam que existem 4 gôndolas originais fora da Itália? Pois é! E uma delas é a de Nova Veneza. Chique né?! Um lago artificial foi construído para que a belezura ficasse exposta e disponível para os visitantes que queiram fotografá-la de longe ou de dentro (como eu)!! Um moço vestido a caráter de gondoleiro, fica sempre por perto, tomando conta da embarcação e posando para fotos, quando os visitantes pedem!

Nova Veneza Praça Humberto Bortoluzzi
Olha essa árvore, que coisa mais linda!

Nova Veneza Praça Humberto Bortoluzzi Coreto

A roda d´água foi construída para as festas do centenário da cidade e tem gravados os nomes das famílias que colonizaram Nova Veneza.
Nova Veneza Praça Humberto Bortoluzzi Gôndola
Olha eu ai! Só na pose, dentro da gôndola. Te mete!

>> Dica: ao visitar Nova Veneza, leve seu passaporte! Isso mesmo! Desde abril de 2017 eles têm um carimbo para marcar sua visita ao local. O carimbo “não oficial” da Gôndola registra a data de visitação com a imagem do símbolo veneziano. Esse tipo de carimbo já existe em várias cidades do mundo e tem o objetivo de registrar no passaporte a visita em pontos turísticos, ficando assim uma lembrança. Que legal, né? Na próxima vez que for à cidade, vou levar o meu!!

Carnevale di Venezia

Como boa cidade italiana, descendente da região do Vêneto, Nova Veneza também tem o seu Carnevale di Venezia. Aquele carnaval com roupas lindas e coloridas, e onde os foliões usam máscaras, assim como em Veneza, também acontece por lá! A diferença fica por conta apenas da época do ano. Na Itália ele acontece no inverno europeu, em fevereiro. Em Nova Veneza, o evento, que já é uma tradição, acontece no mês de junho e lota as ruas do entorno da Praça Humberto Bortoluzzi, com muitos mascarados vestidos elegantemente. Nós fomos brindados com uma apresentação da Côrte e realeza do Carnevale e eu sai dançando bem faceira!! Muitas das máscaras foram trazidas de Veneza, mas de alguns anos para cá, elas estão sendo confeccionadas por artesãs da cidade. Por isso quem quiser se divertir no Carnevale, não se preocupe, pois encontrará o acessório para comprar.

Nova Veneza Praça Humberto Bortoluzzi Carnevale di Venezia
As ruas do centrinho, enfeitadas com máscaras do Carnevale!
Nova Veneza Carnevale di Venezia
Eu ali, totalmente enturmada com a Côrte do Carnevale!!
Agende-se !!!!

Casas de Pedra

Depois deste giro pelo centro e imediações, partimos para conhecer alguns pontos turísticos que ficam mais distantes. Começamos pelo conjunto das Casas de Pedra, construídas no século 19 por Nonno Bratti, um dos colonizadores da cidade. Para chegar até as casas é preciso seguir pela Via Centenária, estrada vicinal que liga Nova Veneza ao Distrito de Caravaggio e que foi aberta pelos imigrantes, há mais de cem anos. O conjunto de três casas, localizadas em uma propriedade com paisagens bucólicas, foi tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional. Funciona aos sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h. Entrada R$ 5,00

Nova Veneza Casas de Pedra

Nova Veneza Casas de Pedra

Nova Veneza Casas de Pedra

Vinícola Borgo Gava

Depois de visitarmos as Casas de Pedra seguimos para uma área mais rural, onde fica a Vinícola Borgo, que funciona em um simpático castelo estilo medieval. Com uma produção em pequena escala, eles produzem vinhos, licores e a famosa grapa (aguardante de uva), além de venderem geleias e a autêntica farinha de milho para a polenta (mama mia!)! Funcionam de terça a domingo, das 08h às 18h. Entrada gratuita.

Nova Veneza Vinícola Borgo

Nova Veneza Vinícola Borgo

Barragem do Rio São Bento

Depois da Vinícola Borgo, seguimos para a visita ao último ponto turístico do dia! A Barragem do Rio São Bento. Considerado o principal reservatório de água da região Sul do estado, fica na cidade vizinha Siderópolis, mas pela proximidade, acabou se tornando ponto turístico de Nova Veneza. Após a inundação a comunidade de São Pedro, que existia no local ficou submersa, mas a torre da Capela de São Pedro foi mantida como memória de onde a comunidade se desenvolveu e construiu sua história. É uma visual lindíssimo, pois a barragem é toda emoldurada pelas montanhas da Serra Geral e a torre da Igreja lá no meio, dá aquele toque nostálgico ao lugar. Foi para fechar com chave de ouro nossa visita a Nova Veneza.

Barragem do Rio São Bento Torre da Igreja

Como chegar e onde ficar

Nova Veneza está a 358 km de Blumenau, a 213 km da capital Florianópolis, seguindo pela BR 101 e a 17 km de Criciúma, que era nossa base durante o Rota Sul. É um destino legal para ir de carro, pois em um dia é possível ver tudo. Mas para quem vai de avião, também é fácil! Os Aeroportos de Florianópolis e de Jaguaruna são as opções recomendadas. Nesse caso se optar por ficar na cidade ou na região, as minhas sugestões de hospedagem são o ibis Criciúma, onde fiquei durante o Encontro e aqui eu falo sobre ele. O Interclass Criciúma e o Hotel Real Nob, em Orleans, que convidados a conhecer pelos gerentes. E em Nova Veneza as opções são o Bormon Hotel e o Hotel Dolomiti. Eu não fiquei em nenhum destes, ainda, mas foram tão bem recomendados que resolvi arriscar e indicar para vocês também!

Gostaram? Já conhecem a cidade? Ficaram com vontade de conhecer? Então deixem recadinhos nos comentários! Quero saber o que vocês acharam!!

Nova Veneza Pinterest


PLANEJE SUA VIAGEM

ALUGUEL DE CARROpesquise na RentCars os melhores preços, sem cobrança de IOF e pagamento em até 12x nos Cartões Visa e Mastercard.

SEGURO DE VIAGEMReal Seguro Viagem, em até 6x sem juros nos Cartões de Crédito.  

COMPRE SUA MOEDA ESTRANGEIRACotação Câmbio Turismo. Tendo a comodidade de poder retirar seu dinheiro nas lojas dos Aeroportos de Guarulhos, Congonhas, Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis. 

DICAS DE HOSPEDAGEM: Procure no Booking e encontre as melhores ofertas! Ou compare o preço de seus hotel pelo Trivago.

INGRESSOS DE ATRAÇÕES, PASSEIOS, TRANSFER’S é com a TourOn.


**Gostou? Faça um comentário, inscreva-se para receber nossas dicas, curta a página! Cada que vez que você interage com o Casa de Doda, ele cresce e alcança mais viajantes. Obrigada!

*** O Casa de Doda é afiliado da TourOn, Real Seguro Viagem, RentCars, Cotação Câmbio, Booking.com, Trivago e recebe uma comissão pelas reservas feitas através dos links aqui no blog. O leitor não paga nada a mais ao fazer a sua reserva pelo nosso link. Apenas contribui para que o Casa de Doda siga dando boas dicas por aqui! Muito obrigada por nos prestigiar, fazendo suas reservas aqui pelo bloguinho!

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui